segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Esotérico(a)

Não adianta nem me abandonar
Porque mistério sempre há de pintar por aí
Pessoas até muito mais vão lhe amar
Até muito mais difíceis que eu prá você
Que eu, que dois, que dez, que dez milhões, todos iguais
Até que nem tanto esotérico assim
Se eu sou algo incompreensível, meu Deus é mais
Mistério sempre há de pintar por aí
Não adianta nem me abandonar (não adianta não)
Nem ficar tão apaixonada, que nada
Que não sabe nadar
Que morre afogada por mim


adoro Gil parte 2!

e sim, me considero mas bem um tanto esotérica assim.

3 comentários:

Carina Araújo disse...

Oi Primaveras de setembro!! você comentou no meu "blog" e só agora eu tô respondendo...(é q eu entro muuuuito sabe?!)

adorei seu comentário...vou estar mais por aqui,volte sempre
beijão

Patrique Lima disse...

OI Arica... saudades!! vc tá em macapá!+? quero te ver!!!

bjus te adoro viu!

Mary West disse...

Hehauahauahau eu sou completamente assim. Consulto no minimo uns 3 horoscopos diários.