sexta-feira, 7 de agosto de 2009

da noite encantada

Você me lembra alguém,e tem certas coisas que são constantes por aqui.Sabe, meus romances contumam ser mais especiais, eles, logo de cara demonstram que reticências são muito mais que meras continuações duvidosas.Mas isso fica pra depois.E se eu te contar que já te conhecia de outra vida? daquela em que éramos gatos, acredita?claro que não, tá bom.

A vida tem dessas coisas mesmo, de repente compartilhávamos do mesmo cigarro, na boca a mesma canção e eu ainda nem sabia por que debandei pro teu lado tendo tantas opções. E tinha o guri que me arrancava confissões 'tudo culpa da vokda pura'..Sai da roda dos cumplices e te avistei com uma xícara em mãos me convidando pra tomar um café '-aaff, puro mel com cafeína', pensei, ou melhor já nem pensava direito quando nos deitamos ouvindo 'pois é não deu deixa assim como está sereno' enquanto você, todo prosaico me fazia rir alto pra provocar quem me pedia silêncio.

Deitada nos teus braços, já manhã e com a recuperação da consciência sem lapsos etílicos,juro que deu vontade de fugir e fingir alzheimer, mas já era tarde.. até pra nós dois.

9 comentários:

Interferência disse...

"meus romances contumam ser mais especiais, eles, logo de cara demonstram que reticências são muito mais que meras continuações duvidosas"

Realmente gostei disso... representa o texto inteiro.

Jaya disse...

Vontade de fugir e fingir que era alzheimer. Anotei isso na minha lista. Huahuahua.

Que post mais tua cara, Ariana. Todo, tudo você. Com desconexões, incoerências, poesia, amor. Acaba sendo lindo, outra vez.

Um beijo, e uma flor.

/Adriana disse...

Nossa!


Há tempos não estava encontrando nada tão inspirador e instigante, nesses passeios em blogs...

Parabéns pelas belas escritas que consegui ler por aqui,,,
sensivel contemporâneo...
Expressa bem o amor.

Abraço!
;)

Jéssica, a antropofágica disse...

E o celibato que é bom, né?hashausas
Ah, mas eu te amo mesmo assim!rs
Beijos e volta logo para mim!


PS. "Que post mais tua cara, Ariana. Todo, tudo você. Com desconexões, incoerências, poesia, amor.": isso foi um elogio da Jaya???ahsuahusasa

Suzana Z. disse...

Como sempre me delicio nos seus textos envoltos em romantimos e com uma pitada de "minha vida pessoal"...
Sempre lindo!
Boa semana querida!

Nasca disse...

você tá no meu blog, vê lá
eu volto aqui pra ler :*

Jester disse...

Noite etilicamente encantada?? Bom, o que importa mesmo é que resultou num belo texto.

Sophia Vieira disse...

eu gostei mto do teu jeito de escrever!
me lembrou caio f. abreu. e depois vi um selo dele no teu blog. =)
gostei daqui!
demorei pra ver tua visita lá. volte sempre!
um bjo!

Jaya disse...

Atualizar faz bem.