segunda-feira, 19 de outubro de 2009

do que não tem nome.

Na medida do possível só me permito deixar que as coisas aconteçam, por que as coisas por si só tem seu movimento, e não sou eu quem vou atrapalhá-lo.Deixa o vento soprar, deixa que as nuvens realizem seu temporal, elas não voltarão da mesma forma num próximo vendaval.Eu acredito na ordem das coisas, na ordem do caos, se até o caos tem sua ordem, por que então eu não haveria de ter?elocubrações como essas me trazem certezas.Certeza de que o destino escolhe seu momento.E se isso tudo é intelígivel para mim e não lógico pra você, justo por isso, mais uma vez creio que para cada ser existe uma logicidade criada para entender o mundo, a partir do ponto de vista de quem o vê, quase absolutizando-o.Falo de astrologia [possui sentido pra mim], Deus pra você, e pensando assim, já se deu conta que nada nos basta?Seja o amor, a dor, seja a crença e tantas muitas outras teorias, o que conta é único, não deixa ter espaço para uma multiplicade de outras ideias, que apesar de nos serem conhecidas, não nos são aceitas.É fatídico e ao mesmo tempo, paradoxalmente, nos concebe o caráter humano da busca de algo através do desejo.Não seria isso já estaríamos liquidados, definitivamente.O que são os estímulos? as vontades e desejos? A própria essência do que somos, sem isso, algo como a paixão e toda essa parafernalha que faz parte da engrenagem ,não possuiria sentido.Você sabe, creio eu, que qualquer decisão encontra-se no plano do invisível para poder realizar-se, e então que se faz a revolução.Revolucione-se,assim como os livres de coração.

[entendeu, não? eu tampouco]
[táá, eu viajei]

11 comentários:

Fernanda disse...

oii onde c achou essa 'foto' da imagem do teu blog?

Helen O. disse...

¬¬'

Ainda me assusto com as coisas que leio aqui...
Como podes ser tão eu sendo tu outro ser?

coisas de camaleoas *-*

p.s.:saudades =/

Suzana Z. disse...

Lanço agora um protesto: recolucione-se!!
Nem q seja para si msm...os outros sempre vão perceber!!
Bj linda

Pri Castro disse...

Entender. É talvez eu não tenha entendido plenamente, mas acho que senti, é, eu senti um pouco do que sentes e que sentiste com esse post.


Flores e amores.

Jaya disse...

Foi como se eu enrolasse a lã em um rolo, e ao final, eu soltasse tudo e aparecessem vários nós. O trabalho todo em vão.

Te li assim, hoje. Porque sem métrica as coisas fluem.

Beijo, Ariana.

Tatiane Trajano disse...

Revolucione-se!!!

Beijos

Felicidade Clandestina. disse...

aber que gostastes.

(moras em Belém?)

eu tbm. rs
coincidencia

Matheus N. disse...

antes de mais nada.. teu texto pode até não ter nome, mas a senhorita tem e eu desejo sabê-lo..

sim, é uma viagem. mas o que não é?
eu costumo pensar que algumas verdades não são absolutas fora do universo que as conceberam.. nossas particularidades. o fato é que nem tudo precisa fazer sentido, porque tem coisas que minha razão não sabe explicar :)

-x-
eu quero teatro.. não vou fazer o enem e por isso não vou poder prestar ufop e ufu. presto cênicas na ufmg e EAD (escola de artes dramaticas da usp) e você, pensa em boicotar o enade por qual faculdade/curso?

as minhas flores são suas :*

Matheus N. disse...

ps: eu sei o seu nome droga
mas não sei porque pensei não saber

tá, viajei :p

Felicidade Clandestina. disse...

retribuindo o 'égua' (carinho)

rs o/

Ric Dexter disse...

Era pra entender...?

Beijos!