terça-feira, 3 de novembro de 2009

Os ventos do destino

Parte I:

Eu comi chocolate, virei todos os canais sem interesse algum, sorri sozinha na frente do espelho, escolhi o meu melhor sorriso, quase chorei.Sabe o que se passou em mim?Talvez tenha sido o vendaval que agora faz sentido.

'Aprendi a não andar com os pés no chão'

Parte II:

Te fotografei com a minha 'Rollerblade', você notou, depois de um tempinho, e com voz de menino- moço, já crescido, disse: Oooi Ariana, Tudo bom?.Respirei fundo na memória e o suspiro fez vir teu nome à boca, mas não pronunciei, como de costume, fico estática nessas situações.
Você se lembra que gostava de mim?
Eu vi no teu olhar, há muito tempo atrás, e por pouco , outra vez com outro brilho , um olhar tal qual o seu, em outra pessoa.Me lembro do seu jeito de menino chato que adorava arrotar perto de mim, pra logo depois fazer coisas sem graça, que menina nenhuma gosta..E você se completava em mim, só que de um jeito que nem nunca gostei.Você gostava muito mais de matemática que eu, lembro do nosso grupo 'fumaça fosca' se dissipando.Dá até raiva dessa memória.Mas eu me lembro como que brincando em mim da sua risada, de como você era magrelo, loiro e alto(desengonçado), usava calça azul, tipo moleton, dessas de colégio,e como foi amadurecendo bem aos pouquinhos, não sei porque andava comigo, ou eu contigo, tinha tudo pra te achar um bobo, mas você gostava de mim, e eu acho que entendia tacitamente.Eu não sei quando partiu, nem se senti falta, Eu não conhecia o que conheço agora.

Parte III:

'A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.'

(Vinícius de Moraes)

Que música poderia ressoar naquele momento?tava para bossa nova, mas também ao fundo A Flor, dos hermanos, naquela parte que toca um sambinha, por que foi muito suave, como por obra divina teria que ser.E a tua foto tão minha vai estar estampada a todo momento que eu olhar para as nuvens e para dentro de mim.

4 comentários:

Matheus N. disse...

nostalgia? ou vontade perdida no passado? tanto faz, se tá viva.. dá logo um abraço :)


oxê, eu não acho ruim não, pelo contrário gosto muito de ser chamado assim.. talvez por isso o post.. difundir o apelido? heahuea ;p
e sim, diria eu que de várias formas tua presença pode se fazer.. uma delas eu já garanto que é feita.
penso que dessa vez devo te levar chocolates.. afinal a dona primavera de flores já deve estar cheia

beijinho-doce bem mineiro :*

Pri Castro disse...

Nossa!!
Como um simples gesto pode nos trazer boas e más lembranças, pode nos deixar pensativos, pode nos fazer apaixonar, coisa que não iria acontecer se o tempo não passasse.
É estranho e ao mesmo tempo legal.
É muito bom te ver pensando sem parar em alguém, vendo o orkut da pessoa a toda hora, procurando por informações dessa pessoa que você conheceu no passado e agora parece não mais conhecer mas que queria que não fosse assim.
É engraçado também ver o brilho nos teus olhos...


Flores e principalmente AMORES.

Willian Lins disse...

Que lindo post!
Dá uma idéia de nostalgia e ao mesmo tempo de um querer-futuro-sem-fim.
Gosto de como escreves, menina.

um beijo meu.

Jéssica, a antropofágica disse...

E que se vá...