quarta-feira, 25 de junho de 2008

refletindo..

Ás vezes comparo o assento vazio do ônibus ao meu coração,não somente pelo estado que está ,mas porque torna-se a cada instante e mesmo com pessoas indo e vindo,vazio.Olho a cada parada da vida,em cada encosta e nas voltas que dá,por um alcance maior,sento-me na cadeira mais alta pra ser notada e fico a esperar..quem sabe aquela senhora com sonbrinhas nas mãos ou aquela moça com material escolar venha a sentar-se comigo? não sei.E na minha vida não muda muito,o rapaz da praça..quem sabe até o menino de all star azul virá a ocupar esse lugar oco do meu coração,outros tantos já ocuparam,mas simplesmente não se importaram,afinal estavam ali só de passagem mesmo pra não ficar sozinhos,assim como eu..a viagem é muito longa e o medo de se perder aparece subitamente..é necessário que se tenha uma pessoa..De repente pode-se encontrar alguém que nunca mais tenha visto mais de duas ou de sorte até três vezes para plantar algo inexplicável,mas caminho sempre por longos desencontros,esse velho companheiro de viagem talvez não permita por muito tempo a minha solidão em compensação a torna mais forte,fazendo-me relembrar de certos encontros"comediosos"que tive.E por fim,a vida é a arte dos encontros,embora haja tanto desencontro pela vida..e quem sou eu pra descordar de Vinicius de Moraes?

2 comentários:

Jéssica, a caminhante disse...

Teu talento para as letras só tem me surpreendido a cada dia. Este texto é apenas mais um indício de que serás uma grande jornalista...
Ah, mas a minha opinião não vale, afinal eu sou suspeita, né?
Beijos

Teresa disse...

às vezes vc sente um vazio por dentro?

ai, bein, é fome hehehehehe

tou brincando.

=*