quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

De ser verdade que o tempo passa

As coisas passam ou as deixamos passar?
As pessoas deixam de ser relevantes ou as tornamos irrelevantes?
A vida se perde a toa ou por consecutivas desilusões?
As pessoas aprendem mesmo com o erro ou se deixam enganar?

No ano de 2009 eu me permiti sem pensar.Sem pensar que pra viver tem que haver ou não permissões.Trai meu movimento,em que parte..bem, até perdi as contas.Criei falsas expectativas para mim, quanto para o outro.Me deixaram criar falsas expectativas,fizeram-me um testamento com vaga especulativa no coração, e até ontem andava pagando por um coração baldio.Fiz tratados e juras de morte.Bati a porta estendi o corpo fora, e dali pra frente já tava tudo bem.A mochila rasgada já nem se importava.E depois o que fazer?.Permaneci.Gritei por outra história.Viajei.Agora eu era outra.Fiz um piercing que inflamou.Tirei antes de perder a orelha.Fiz um bem, um tanto tímido ao outro,mas fiz.E a tatuagem ficou pro outro ano.Fiz-me de vítima.Fiz-me de puta.Fiz-me de pessoas, muitas, as quais aguentei porque essa era a melhor desculpa pra não me sentir sozinha.Esse ano eu envelheci bem mais que supusera até ano passado.A minha maior mentira eu ainda não contei.Da glória senti tudo que o melhor pode vir.Depois da glória senti na pele que não ia ser nada fácil.O que me importa é a condição de ser feliz.Erroneamente, às vezes, mas feliz.Descobri a metafísica metodologica da filosofia ocidental, e como isso faz me ser estranha nas minhas divagações.Entristeci pela tristeza do outro.Chinguei e mandei ao inferno 1.000.000.00 de vezes as pessoas que me destratavam.Não entrei pra Igreja e procurei por Deus.Ele estava em todo lugar, desisti de procurar.Não tive Ilusão amorosa, tive Desilusão amorosa,e já sei o que é pior e como essa diferença pode afetar para mais ou para menos.Chorei, contando no dedo 8 vezes..talvez, no máximo 10 vezes, uma foi de alegria.Senti que fiz a pior escolha da minha vida, em alguns takes desse filme.Não me arrependo, apesar de tudo.Comprei um cartão para dar a alguém que se fazia especial, descobri que não era tão especial assim.O cartão tá ai, a pessoa nunca mais.Aprendi a andar com um casaco toda vez ao sair, pra me preparar quanto aos ventos do destinos.Esqueci da minha primavera.Voltei antes dela me esquecer.Não fui à praia.Salvei internamente tudo de bom que ficou esse ano.Salvei promessas no computador.Mas também apaguei pessoas.Critiquei os ricos.Falei mal dos pobres.Sacaneei a política com mais fervor.Aturo corações levianos, por que..bem, por que eu também tenho um coração leviano.E não me permito por esses e outros motivos mais, agora.Por que viver ameaça*,e viver como eu vivia, mais ainda.

Ameaça:Sinal, manifestação que leva a acreditar na possibilidade de ocorrer alguma coisa.

Feliz 2010 Flores :)

5 comentários:

Fernanda disse...

Em 2009 você viveu=) sorriu,chorou,ficou calada,gritou,tudo isso faz parte da vida=)feliz 2010=)

Paulinha disse...

Em 2010 e 2010 tenho um unico desejo pra vc: SEJA FELIZ!!


Beeijos ;*

Talita Confusão! disse...

Putz, td mundo sabe que a soma dos algarismos de 2010 resulta em três, e eu acredito em sinais disfarçados em número três. sempre trás coisas boas para o meu caminho!Queria mesmo que esse novo ano fosse uma maré universal de amor e paz. Felicidades em 2010! =*

Cenourette disse...

Todo mundo é feito de escolhas e cicatrizes no joelho.


Um beijo!

Marcel Hartmann disse...

Isso aconteceu ano passado e provavelmente vai acontecer nesse ano, e no ano que vem, e no outro...
tem coisas que se repetem, porque a vida de vez em quando é um filme que se repete, uma sessão da tarde em algumas cenas.