sábado, 4 de outubro de 2008

conversas paralelas, não se encontram nem no infinito

-você veio p cá p me ver.
-você veio p cá me ver?
-não..não
-você veio sim p cá me ver.
-já disse que não.

silêncio

-ta, eu vim p cá pra te ver..mas o que adianta se estás do mesmo jeito?
-porque você não disse logo?..porque eu também te procurava em todo lugar que eu estivesse...achava que ia te encontrar mas você viajou eu achava que não ia voltar.
-(risos tímidos e desacreditados)

Sabe, seria bom se fosse verdade.e sim, como você disse, ou melhor perguntou:isso é intransponível(?),mas como sem resposta fiquei,é porque é (sem aludir a cordel de fogo encantado, já aludindo)

2 comentários:

Camyllinha disse...

adorei o blog,viu!! e obrigada pelo elogio da tatto. já tem ideia do desenho q quer?
bju
:)

Jaya disse...

Arianaaaaaaaaaaa,

Sabe de uma coisa? Essa fase "errada", como você disse, é coisa boa demais! Rs. Eu sinto falta. Desbundar é muito bom! E vê se não tenta apressar o final dessa fase tua, moça! Aproveite-se.

Sobre o teu post, eu sabia que um tinha ido pra lá pra ver o outro! Haha. Coisa mais gostosa de ler...

Beijo beijo, moça.

P.S.: Tranquei as portas do blog, por uns tempos. Mas te visito. E aviso do retorno, sim senhora. :)